Header Ads

Resenha: Onanie Master Kurosawa - Indo Muito Além de um Título


Olá pessoal aqui é o Kakeru17 e hoje vou falar sobre um mangá com nome e história bem peculiares, mas que indico para qualquer pessoa por ter achado excelente, conseguindo me cativar e me fazer refletir com a mensagem que ele quis passar. Se trata de Onanie Master Kurosawa, ou “Kurosawa, o Mestre da Masturbação”, para os íntimos.

Não, não se trata de um mangá ecchi com nudez ou incitação ao sexo, – apesar do nome – mas sim de uma obra de drama que usa a masturbação como um artificio para em cima disso construir a sua história e trabalhar os seus temas.

Nesse mangá somos apresentados a Kakeru Kurosawa, um estudante antissocial que tem uma mania peculiar: ele se masturba em um banheiro feminino da escola usando suas colegas como estímulo. Em um belo dia, Aya Kitahara descobre esse segredo e o chantageia, pedindo para que ele a ajudasse a se vingar de colegas que a estavam atormentando, – usando seu “talento” para constrangê-las na escola – e é a partir daí que a vida do garoto começa a mudar.

Admito que ao começar a ler o mangá esperava um ecchi genérico com personagens escrotos, porém, o que eu li foi na verdade foi um drama com alguns personagens que eram sim escrotos, mas que tinham muito mais a mostrar do que aparentavam na superfície. O próprio Kurosawa não é um protagonista comum, ele não é bonzinho e nem age contra algum mal causado por terceiros, pois ele próprio é um dos agentes causadores dos problemas que acontecem na obra. Ele tem uma caracterização vilanesca, mas não é um vilão, ele é apenas um personagem de uma história – como poderia ser você ou eu – em que ele erra e acerta, como qualquer pessoa faz na vida.

O mangá aborda temas como bullying, amizade, aceitação das diferenças e maturidade de forma natural e consistente. É uma obra que não se apoia em clichês, que flui naturalmente e se sobressai pela sua boa escrita, propondo um constante diálogo entre seus temas e as problemáticas que afligem cada personagem. É uma história de amadurecimento através dos erros na qual os personagens vão mostrando mais e mais nuances diferentes e cativando o leitor ao longo da obra; não necessariamente por serem simpáticos, mas mais por terem um background e desenvolvimento bem trabalhados.
Aquela referência 10/10 que você respeita!
Nessa história nos deparamos com um protagonista que vai se deteriorando cada vez mais por causa de sua “mania” e de sua forma de pensar “distorcida”, mas que ao mesmo tempo vai descobrindo o que é amizade e passa a valorizar as pessoas e a respeitá-las, incluindo a si mesmo nisso. Inclusive chega uma hora em que ele se dá conta que não pode mais continuar machucando as pessoas, – mesmo que anonimamente, que era como ele “manchava” as “inimigas” da Kitahara – pois percebe que estava machucando a si mesmo no processo e que para ele era melhor admitir seus erros e tentar recomeçar do que continuar em um ciclo vicioso de dor e sofrimento.

Eu poderia me alongar ao contar mais sobre a história e debater algumas partes em detalhes, mas acredito que ser sucinto é a melhor opção, pois falar muito sobre o mangá poderia acabar estragando a experiência de lê-lo, já que a obra muitas vezes toma caminhos inesperados que surpreendem o leitor.

Onanie Master Kurosawa é uma bela e incomum história de amadurecimento para a vida adulta na qual vemos bons personagens – que não são “preto” e nem “branco”, mas completos tons de cinza – interagindo entre si em uma trama bem escrita e que gera uma sensação de satisfação com seu término. Indico o mangá para qualquer pessoa, pois considero a obra uma das melhores que já li até hoje.

E é isso por hoje pessoal, até uma próxima!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.